Em Destaques, Vida Nacional

Uma das cenas mais aterradoras da Guerra dos Cem Anos ocorreu em 1431, quando uma donzela de 19 anos foi colocada em uma pilha de toras de madeira e queimada viva.

Aquela foi a segunda vez em que esteve presa. O interrogatório foi longo, quase um ano, e a principal queixa de heresia foi a de se vestir como homem. Ela era guerreira, usava em batalhas armadura de metal, em vez de saia e babados.

Nos quartéis, seria atacada sexualmente se usasse decotes, pois os relatos da época dizem que esse era o comportamento usual de soldados. Demorou quase cinco séculos para que a história reconhecesse Joana d’Arc como sua maior heroína. À época não havia internet.

O pecado da presidente afastada Dilma Rousseff foi aprovar umas pedaladas, ou seja, deixar de pagar os bancos oficiais, o que governos anteriores faziam regularmente, inclusive o de Fernando Henrique Cardoso.

E agora o governo dos inquisidores anuncia uma superpedalada no BNDES, R$ 100 bilhões. Só há uma diferença: ao invés de atrasar o repasse, exige pagamentos adiantados de parte da dívida do banco com o Tesouro. Imagine a situação: alguém compra uma geladeira, por exemplo, e o vendedor exige pagamento adiantado de mensalidades.

É bom que se diga que sangrar o BNDES, ferramenta essencial para a retomada do desenvolvimento econômico e social do país, é a medida mais contraditória que se poderia imaginar, principalmente no estado recessivo no qual o Brasil se encontra, o que até economistas são capazes de perceber.

Pois é, Dilma não usava roupas masculinas, mas atrasou pagamentos aos bancos do próprio governo. A desculpa para jogar Dilma na fogueira é tão estapafúrdia quanto aquela heresia usada contra Joana d’Arc, e tão medieval quanto.

A donzela de Orléans pegou em armas para livrar seu país do jugo dos ingleses e do entreguismo dos dirigentes da província de Borgonha, aliados na luta contra o legítimo herdeiro do trono da França. Foi um episódio nacionalista pela recuperação da soberania da conflagrada nação.

Vai ser difícil apagar a história também aqui no Brasil. Já está escrito o que foi feito pela educação: 23 novas universidades federais, 173 novos campi universitários, 422 novas escolas técnicas, o ProUni, o Fies, a capacitação de 200 mil professores da educação básica, entre outras ações.

O rompimento dos compromissos com a educação e a saúde, a desvinculação de percentuais do orçamento, propostas do governo interino, não eliminarão o que foi feito. O Bolsa Família é o mais bem-sucedido programa de combate à pobreza e ao analfabetismo do mundo, e é assim reconhecido universalmente.

O aumento do salário mínimo e a quase eliminação da pobreza, com 30 milhões escapando da miséria, são resultados que não serão esquecidos pela posteridade, apesar da eficiente propaganda da Globo.

Podem caçar o Lula, podem caçar a Dilma, podem desbaratar o PT, mas o futuro lhes fará justiça. Não será necessário esperar 500 anos. O futuro não mais pertencerá às oligarquias. O futuro pertence ao homem do povo, ao cidadão comum.

FSP: 17/06/2016.

Facebooktwittergoogle_plus
Rogério Cerqueira Leite
Físico, professor emérito da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
Showing 19 comments
  • Iran Lobato de Andrade
    Responder

    Bem que me disseram para não acreditar no que postam na INTERNET. De fato, toda essa verborragia para defender um “desgoverno” que, esse sim, ficará nos anais da historia. Nem daqui a cinquenta séculos essa “figura” será reconhecida heroicamente. Sangrar o BNDES é querer “tirar leite de pedras”, já foi sangrado esquartejado e doado aos “cumpanhero”.
    A donzela do PT pegou em armas para assaltar bancos, o que até recentemente o fazia com uma esferográfica (BIC ?), sei lá.
    Estaria eu em perfeitas condições mentais para acreditar que “bolsas”, derentes e parentes, tem eficacia para combater a pobreza? Talvez reconhecida não universalmente, mas nas atuais universidades. Tenho atualmente 78 anos, meus dois primeiros empregos eu já recebia o salário mínimo, não estou lembrado do Lula nem da Dilma, lembro-me bem do Getúlio Vargas , Juscelino…
    Agora uma coisa eu concordo, O povo esclarecido no futuro lhes fará justiça.
    Ah. Não me confundam, sou anti-partidário, não gosto de políticos.

    • Victor Pratas
      Responder

      Apartidário, mas não faz uma sequer crítica ao Governo Provisório do Temer, só ao PT e seus Governos, que você queira fazer os outros de idiota é teu direito, porém nós aceitarmos é muito diferente. Você não é apartidário, você é anti Partido de Esquerda e Progressista, e por que não Democrático, vai fazer este discurso para os idiotas dos Coxinhas e Trouxinhas como você.

      • Marcia
        Responder

        perfeito!!!! o vozinho aí tá na onda dos coxinhas mesmo!!!!!

      • Rita Andreataprates
        Responder

        Excelente Rogério Cerqueira.

    • Francisco
      Responder

      Tem 78 anos e não viveu, única explicação de sua ignorância. Apartidário, sei. Conta a do Português, agora?

  • João Farias Sobrinho.
    Responder

    Esse Rogério Cerqueira Leite, deve ser colega do Lula, na frequência aos copos de cachaça. O cara só pode estar bêbado, para vir com umas declarações estapafúrdias como esses. Tá na cara que é mais comunistóide de meia tijela.

    • Francisco
      Responder

      Cara, se não sabe é um dos maiores cientistas do Mundo, seu mané. E burro como você, querer criticar algo, sabe Economia? Mostre um, problema usando Lagrangeana? Estude o caso Banestado, as privatizações, e veja o rombo que fizeram, e a OI aí indo para o ralo, que você acha que irá pagar? Estude e muito.

    • Roberto Vital Anau
      Responder

      Você é um fascistóide de tigela inteira. Burro e desinformado. Nem conhece um de nossos maiores cientistas, que orgulha o Brasil. Volta para a caverna, brucutu!

    • Zenio Silva
      Responder

      O que seria um ‘comunistóide’ de tijela (sic!!!) inteira?!
      Poderás nascer 1000 vezes e não chegarás aos pés desse que é o maior físico brasileiro vivo, cientista do nível de um César Lattes… Para quem escreve ‘tijela’ fica muito difícil perceber a importância do Cerqueira Leite!!!!

  • Elvira Eliza França
    Responder

    Parabéns pelo texto, Dr. Rogério, pela comparação feita com Joana D’Arc. Pessoas com seu conhecimento e capacidade de reflexão representam um apoio fundamental à democracia, nesse momento em que muitos desqualificam os benefícios sociais obtidos nestes últimos anos no Brasil. Trabalhei com o senhor no gabinete da coordenação das faculdades da UNICAMP nos anos 70 e depois fui a primeira secretária da CODETEC que o senhor ajudou a criar, voltado para o desenvolvimento da Amazônia. Sempre apreciei suas reflexões e coincidentemente, anos depois de ter terminado o mestrado vim morar no Amazonas. Guardo boas recordações do seu trabalho naqueles tempos, adiantando-se no tempo com reflexões de um bom formador de opinião. Abraços.

  • Victor Pratas
    Responder

    Realmente ele deve ser amigo do Lula, mas você é do Cunha, Renan, Temer, Sarney, Paulinho da Força, Jucá e tantos outros Golpistas, que não tomam cachaça, mas deixam o País escrachado.

    • Márcia
      Responder

      você falou tudo a única coisa que vc não acertou é que os indivíduos citados são super manguaceiros, principalmente o Paulinho da Forca

  • Celiana Maria dos Santos
    Responder

    Mandou bem o Rogério Cerqueira Leite. Em face do descalabro do impeachment da presidenta Dilma Roussef e as consequências nefastas – a exemplo do efeito dominó de quedas de ministros empossados por Temer -, cresce meu respeito e minha admiração por Lula e por Dilma Roussef. Por Lula em reconhecer sua visão de sociedade igualitária e a postura estratégica que deve caracterizar um bom político. Por Dilma Roussef pela capacidade corajosa de resistir a inúmeros desafios, sem perder a esperança de preservação da democracia. Suas passagens pelo Palácio do Planalto, dentre outras coisas, fizeram emergir de um lado, a face perversa do preconceito de classe. De outro lado, a ruptura de um imaginário social de que os direitos seriam destinados, apenas, a alguns. Ainda segue dessa maneira, mas, sem dúvida que o Brasil é outro. A sucessão de escândalos foi construída para desviar o foco. A corrupção engendrada diariamente e consolidada nos espaços de poder não incomodara tanto quanto passou a se tornar incômoda demais. Aos detentores clássicos dos privilégios não interessa, nem interessará, jamais, algum projeto de sociedade includente. Durante a campanha presidencial, lembro bem que Dilma Roussef foi a única a admitir que a corrupção está presente nos governos, mas, que erradicá-la dependeria da organização e atuação de toda a sociedade, junto ao governo. Em seu governo ela deu carta branca à Polícia Federal. Apresentou proposta de reforma política e não obteve apoio do Congresso. Falta seriedade ao Congresso Nacional, está explícito!

  • Maria
    Responder

    Que péssima analogia! Sinceramente não entendo o que certas pessoas têm na cabeça! Na cabeça ou no bolso?????? Só se for na conta bancária!!!!!

    • Roberto Vital Anau
      Responder

      Entre um cientista mundialmente renomado, que orgulha o Brasil, e uma anônima que já sai caluniando, eu fico com o primeiro. Mais fácil imaginar que você é que esteja com algo no bolso para empastelar um dos poucos sites não intoxicados com a chuva ácida da mídia de sete famílias que enganam os trouxinhas. Ou seja apenas um destes, se achando muito esperta e com moral para jogar uma suspeita dessas em alguém com a contribuição do Prof. Cerqueira Leite para a sociedade brasileira.

    • José Emílio Gomes
      Responder

      Grande comentário ( “Que péssima analogia!”)! O que você tem na cabeça, Maria….

  • Roberto Vital Anau
    Responder

    Corrigindo: desconhecida, não anônima.

  • CAIRBAR GARCIA RODRIGUES.
    Responder

    Eu nao entendo é o fato de certas pessoas comentarem sobre o que nao entendem

  • KAELLY VIRGINIA DE OLIVEIRA SARAIVA
    Responder

    Maravilhoso e triste… e verdadeiro

Comentar