Em Açoite, Destaques

Exemplo inesperado de cidadania e decência foi dado nesta última sexta-feira, 21/11/2014, pelo empresário Ricardo Semler em artigo publicado na Pg. 3 da Folha de São Paulo. Eleitor confesso do PSDB, o que, aliás, não é crime capital, se coloca em defesa do Estado de Direito, pois a onda revanchista da direita pretende, como todo covarde, se aproveitar do, certamente lastimável, caso de corrupção da Petrobras para derrubar o atual governo.
Semler, empresário que já demonstrou inúmeras vezes seu inequívoco interesse pelo progresso social e econômico do brasileiro, lembra-nos de que a corrupção na Petrobras é endêmica. Aliás, sempre que houver volumes elevados de dinheiro e cargos executivos preenchidos por indicação de políticos haverá corrupção. Dizer que a corrupção na Petrobras veio com o PT, ou é sandice ou é deslavada canalhice. Mas o que ele mostra é o que, embora suspeitado, o nível de corrupção no Brasil vem decaindo significativamente nestas últimas décadas, sendo hoje menor que 20% do que foi há poucas décadas, inclusive durante o governo militar. A corja que propõe a volta à ditadura militar é insignificante, mas se apoia na retórica maledicente e desonesta de um punhado de políticos e homens públicos, que cinicamente se utilizam de uma mídia direitista preponderante no país e pouco afeita à verdade e à imparcialidade.


Crédito de imagem: direito.folha.uol.com.br

Facebooktwittergoogle_plus

Rogério Cerqueira Leite
Físico, professor emérito da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)