Em Destaques, Polêmica na Blogosfera, Vida Nacional

Nesse momento cremos que nosso Espaço Literário deva contribuir para uma compreensão abrangente das seitas ditas Neo Pentecostais, que abrangem mais de dezenove mil denominações, congregando mais de trezentos milhões de seguidores ditos “evangélicos”, que influenciam a vida política das nações, compondo bancadas parlamentares cada vez mais influentes. Em nosso país seu alvo é o Poder Central da República!

Estima-se que as Seitas movimentem mais de trinta bilhões de dólares anuais, boa parte dos quais com isenção de impostos e à margem de controles formais.

Elas têm muitos pilares comuns, p.ex., a “doutrina da prosperidade” e a da “confissão positiva” assim como a permanente batalha espiritual entre os componentes da “Santíssima Trindade” e o Diabo, trazendo um renascer de conceitos medievais. Desenvolveram formas arcaicas de encarar a fé religiosa, tendo por foco a busca de revelações diretamente feitas por Deus ou pelo Espírito Santo a seus “pastores”, “bispos” ou “apóstolos”, relações de privilégios nas quais o rebanho é conclamado a inserir-se.

A unirem as mais variadas Seitas, estão aspectos socialmente reacionários como preconceitos contra a homossexualidade e sobre a possibilidade da mulher decidir sobre seu próprio corpo. Muitas das Seitas, numa busca totalitária, anseiam pela exclusão do Estado laico, atrelando, por exemplo, a educação a formas do criacionismo bíblico. O contraponto desses fundamentalistas que negam a realidade e a evolução, que mistifica o conceito do divino, é o seu mais cru materialismo assentado numa estreitíssima aliança do espiritual com o dinheiro e os créditos bancários.

Elas substituem o ensinamento de Cristo “dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus”, por um avatar que não lhes é exclusivo, mas que em nenhuma religião é tão explícito: uma moeda onde o lado “cara” tem a figura de Cristo, e o lado “coroa” a imagem do dinheiro, preferencialmente o dólar.

A seta da história aponta para a “Ciência de Cristo”, como a inspiradora de todas as religiões Neo Pentecostais subsequentes. Essa seita, fundada em 1886 por Mary Baker-Eddy, possui ainda hoje, um século após a morte de sua fundadora e “imperadora”, quase mil e novecentas igrejas, estando presente em setenta e seis países.

Mary Baker e sua metafísica entraram para o reino do absurdo e nesse movimento lançaram as pedras fundamentais de todas as futuras Seitas Neo- Pentecostais dos séculos XX e XXI. Ao abrirem-se as janelas do século XX, seu empreendimento estará entre as quarenta maiores empresas norte-americanas, e uma das dez mais lucrativas.

Não pairam dúvidas de quem tenha sido na realidade, o mestre que realmente inspirou um Edir Macedo. Quem desmascarou Mary Baker foi o jornalista, humorista e intelectual, Mark Twain.

Para acesso ao texto integral, clique aqui: http://proust.net.br/blog/?p=568

Por Carlos Russo, formado em odontologia pela USP e pós-graduação em negócios pela FBM, atualmente dedica-se à Literatura e Filosofia.


Créditos de imagem: asmaioresmentirasdahumanidade.blogspot.com

Facebooktwittergoogle_plus