Em Destaques, Música

Muitas são as estações de rádio e também os sites e blogs que veiculam programas musicais de elevado valor informativo e artístico sobre os mais variados gêneros e estilos do rico repertório brasileiro e internacional.  Como forma de valorizar e promover esse valioso acervo cultural, estamos proporcionando aos nossos leitores e colaboradores para o seuentretenimento, deleite espiritual e catarse emocional uma audição radiofônica cuidadosamente selecionada.

Sem Título

“Está no ar, incorporada ao site do Instituto Moreira Salles, a Rádio Batuta. Em caráter experimental até a estreia oficial, no dia 31 de agosto de 2010, a rádioon-line vai funcionar como um ponto de seleção, análise e entretenimento com base no rico acervo de música popular brasileira abrigado pelo IMS”. Com esse anúncio era tornado público o início do funcionamento do que já podemos considerar, decorridos apenas três anos, uma das mais efervescentes, prolíficas e profícuas atividades de radiodifusão brasileira através da WEB.

O objetivo do Instituto Moreira Salles (IMS) ao criar e manter a  Rádio Batuta é explorar de modo crítico e sistemático e tornar o mais público possível o vasto acervo de mais de 100 mil músicas do IMS, dos quais 30 mil já estão digitalizadas, formado basicamente por discos de 78 RPM, que são em sua maioria de uma época pré-bossa nova.

Nesse sentido, a Rádio Batuta tem como desiderato primordial interpretar oimenso acervo discográfico do IMS, conforme explicava Francisco Bosco, seucoordenador:

“É como se o acervo fosse uma biblioteca pouco catalogada, que um usuário que não seja conhecedor dessa música de 78 RPMs, a música pré-moderna na canção brasileira, teria dificuldades em se orientar ali. Então a Rádio Batuta faz esse trabalho de orientar e funciona como uma espécie de guia do acervo. E nessa interpretação propõe recortes informativos, críticos e ensaísticos sobre esse repertório da canção.”

E, exemplifica:

“Tem figuras interessantes, como a primeiríssima geração de cantores de vozes masculinas da Casa Edison, das décadas de 1900 e 1910. Mesmo quem conhece esse repertório de canção popular mais antiga, em geral, tem em mente cantores como Francisco Alves, Mário Reis, Orlando Silva. Isso já é final dos anos 1920 e anos 1930, tem ainda Vicente Celestino, Carlos Galhardo, Silvio Caldas etc. Mas tem a primeiríssima geração de cantores, uma geração que tinha que ter muita voz porque a técnica de gravação era em cera quente. O registro, a inscrição sonora era produzida pela voz que tinha que cavar um sulco na cera. Por isso os cantores tinham que ter muita voz. Esse período temcantores como Baiano, que cantou “Pelo telefone”, que teria sido a primeira gravação de um samba, em 1917. Mário Pinheiro, figura curiosíssima, autor de lundus e valsas, além de cantor. Alguns lundus muito saborosos, entre os quais um chamado “Boceta de rapé”, hilariante. Boceta, originalmente é uma caixinha. Como sinônimo de vagina, é uma metáfora do recipiente. E aí tem essa letra hilariante, com quadrinhas sempre fazendo trocadilhos com ambos os significados, e sempre uma coisa incestuosa, “a boceta da vovó”, uma coisa completamente transgressora e inacreditável, de 1905, ou 1906.”

O nome da rádio homenageia Os Oito Batutas, conjunto formado por Pixinguinha e Donga, entre outros, em 1919. A programação é diversificada, com documentários, entrevistas, aulas-show, além, claro, de muita música.

Operando com uma equipe extremamente reduzida para a grandeza e complexidade das tarefas que tem pela frente, Rádio Batuta se vale de eventos organizados pelo IMS e também conta com muita colaboração, de gente que faz programas a partir do acervo institucional.

Quanto à grade de programação da Rádio Batuta, sua organização foi concebida com o fim de permitir ao internauta compreender como a canção popular brasileira se formou, como ela se desenvolve, se consolida, se moderniza, até atingir seu atual estágio.

Nesta 11ª. Edição de Rádio: Programas que Ouvimos…, apresentamos aRadio Batuta, que por assim dizer toca o genuíno som da brasilidade através da Internet.

play

http://www.radiobatuta.com.br/Live

Esta rubrica rende homenagem ao prof. Edgar Roquette-Pinto, pioneiro do Rádio no nosso país e considerado o Pai da Radiodifusão no Brasil

Facebooktwittergoogle_plus