Em Destaques, Vida Nacional

Por Redação

Na presente entrevista Wilson do Nascimento Barbosa, doutor em História Econômica pela Universidade de Lund (Suécia) e professor-titular aposentado do Departamento de História da Universidade de São Paulo, discorre sobre o processo democrático brasileiro e a sua fragilidade endêmica.

No exemplo dos processos eleitorais para a presidência da república no Brasil mostra que em pouco mais de cem anos de república, raramente o país pode assistir ao pleno cumprimento do mandato constitucional dos presidentes eleitos, posto que prevaleceram golpes, conspirações, intentonas, e outras viradas de mesa da ordem democrática, deixando-se o exercício do comando da Nação a governantes ilegítimos e/ou ilegais, uma vez que não eleitos pelo povo através do sufrágio secreto e universal em conformidade com os cânones constitucionais.

O professor Barbosa enfatiza que o movimento em curso visando a desestabilização e a derrubada do governo da presidente Dilma Rousseff não foge à regra e reproduz os ciclos políticos regidos pelo conceito de democracia nutrido pelas classes dominantes cuja principal característica é a ruptura do exercício presidencial através de manobras golpistas e inconstitucionais à margem, ou mesmo em afronta da vontade popular manifestada através do voto da maioria nas urnas.

Assista o vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=eOKf_WpdIOs&sns=fb

Entrevista conduzida por Ronaldo Parra.
Ronaldo Parra. Comunicação Social. Especialista em Fotografia e Audiovisual.

Imagem: Ronaldo Parra

Facebooktwittergoogle_plus