Em Destaques, Música

Muitas são as estações de rádio e também os sites e blogs que veiculam programas musicais de elevado valor informativo e artístico sobre os mais variados gêneros e estilos do rico repertório brasileiro e internacional.  Como forma de valorizar e promover esse valioso acervo cultural, estamos proporcionando aos nossos leitores e colaboradores para o seu entretenimento, deleite espiritual e catarse emocional uma audição radiofônica cuidadosamente selecionada.

Untitled

Nesta 8ª. Edição de Rádio: Programas que Ouvimos…, apresentamos Momento de Jazz, da Rádio MEC (Rio de Janeiro), programa apresentado pelo radialista Nelson Tolipan, e que vai ao ar desde 1985.  Para quem não conhece, Tolipan trabalha como radialista desde os 16 anos de idade e a música norte-americana, especialmente o jazz é a sua verdadeira paixão. Seu primeiro programa na Rádio MEC foi “A Música Norte Americana”, e depois especificamente o “Jazz” e “As Big Bands”. Da fusão desses dois programas resultou o Momento de Jazz. Sua erudição sobre o tema é tamanha que  pouco a pouco Tolipan abandonou o roteiro previamente preparado para improvisar diante dos microfones, como ele próprio nos fala:

Eu escrevia, realmente, o Programa inteiro, e houve uma semana em que eu estava excepcionalmente atarefado. Então eu pensei: “Ora, eu sou professor há muitos anos, estou habituado a ter 30, 40 na minha frente, eu vou improvisar, eu tenho a obrigação de saber improvisar.” Entrei tranquilamente no estúdio: “Eu vou improvisar, ótimo”, saí do estúdio com os dois olhos abertos, enormes, dizendo (enfático): “Não gostei! O tal do professor com 30 na frente não sou eu!” Então eu me impus a tarefa de improvisar, até encontrar o meu ponto natural. Não escrevi mais, encontrei o ponto natural, e hoje eu falo ao microfone como converso com você.”

(Extraído da entrevista de Nelson Tolipan para Renato Rocha da SOARMEC. 2005).

Apresentamos uma mostra selecionada ao acaso de Momentos de Jazz, lembrando que devido a mudanças no site da Radio MEC que lhe deu uma paginação vistosa e bonita, foram suprimidas as prerrogativas de acesso anteriormente existentes, o que incluía a livre audição via Internet do rico acervo acumulado dos principais programas levados ao ar pela emissora pública.

Embora fuja aos objetivos desta sessão, mas por oportuno, não nos parece demasiado chamar a atenção para o perigo iminente de sucateamento de um dos maiores patrimônios culturais e um dos mais valiosos acervos radiofônicos do Brasil – herdado do eminente prof. Edgar Roquette-Pinto aquando da criação da Radio MEC, seu fiel depositário e por ela ampliado e enriquecido ao longo dos anos – num processo iniciado em 1975, portanto, na danosa administração FHC, e, que segundo a Sociedade Amigos Ouvintes da Rádio MEC (SOARMEC) – entidade criada para salvar a emissora mais antiga do Brasil do desmantelamento – caminha a passos largos e acelerados para ser convertida numa mera repetidora de mp3, o que é uma pena!

play

http://www.radiotube.org.br/audio-12766yU792j5v

 

Esta rubrica rende homenagem ao prof. Edgar Roquette-Pinto, pioneiro do Rádio no nosso país e considerado o Pai da Radiodifusão no Brasil

Facebooktwittergoogle_plus