Em Açoite, Destaques

Dia 18 de março, logo após o encerramento do manifesto anti-impedimento, o bom moço oficial da Globo, o Bonner, no Jornal Nacional informou que a Folha havia avaliado em 350.000 o número de manifestantes e por comparação citou o número de participantes da festa pró-impedimento em São Paulo de 2,5 milhões, de acordo com os organizadores. Ora, a primeira safadeza está em comparar a avaliação, supostamente conservadora da Folha, para a de rejeição do impedimento com aquela reconhecidamente exagerada dos organizadores da festança favorável. É bom lembrar que a avaliação do Datafolha é outra, não é o do Datafolha. No dia seguinte, 19 de março, a Folha não menciona a própria avaliação, aquela divulgada pela Globo, mas o do Datafolha que seria de 95 mil, muito inferior à dos 350 mil, mencionado pelo impoluto Bonner. Então quem está mentindo? A Globo ou o Datafolha? Ou os dois? A Globo não confessaria uma verdade incômoda, que seria o reconhecimento de que a manifestação pro-PT teria quase alcançado a mesma afluência que a pro-golpe nas avaliações da Folha se não fosse uma amarga verdade. Mas isso seria acusar o Datafolha de conluio. Então quem está mentindo?


Imagem: Karime Xavieer/Folhapress

Facebooktwittergoogle_plus