Em Destaques

O húngaro George Pólya, um matemático sensato, o que é uma raridade, nos sugere ataques alternativos quando um problema parece insolúvel.

Um deles consiste em buscar exemplos semelhantes paralelos de problemas já resolvidos e usar suas soluções como primeira aproximação. Pois bem, a história tem muitos exemplos de justiceiros messiânicos como o juiz Sérgio Moro e seus sequazes da Promotoria Pública.

Dentre os exemplos se destaca o dominicano Girolamo Savanarola, representante tardio do puritanismo medieval. É notável o fato que Savanarola e Leonardo da Vinci tenham nascido no mesmo ano. Morria a Idade Média estrebuchando e nascia fulguramente o Renascimento.

Educado por seu avô, empedernido do moralista, o jovem Savanarola agiganta-se contra a corrupção da aristocracia e da Igreja. Para ele ter existido era absolutamente necessário o campo fértil da corrupção que permeou o início do Renascimento.

Imaginem só como Moro seria terrivelmente infeliz se não existisse corrupção para ser combatida. Todavia existe uma diferença essencial, apesar de muitas conformidades, entre o fanático dominicano e o juiz do Paraná – não há indícios de parcialidade nos registros históricos da exuberante vida de Savanarola, como aliás aponta o jovem Maquiavel, o mais fecundo pensador do Renascimento italiano.

É preciso, portanto, adicionar, um outro componente à constituição da personalidade de Moro – o sentimento aristocrático, isto é, a sensação, inconsciente por vezes, de que se é superior ao resto da humanidade e de que lhe é destinado um lugar de dominância sobre os demais, o que poderíamos chamar de “síndrome do escolhido”.

Essa convicção tem como consequência inexorável o postulado de que o plebeu que chega a status sociais elevados é um usurpador e, portanto, precisa ser caçado. O PT no poder está usurpando o legítimo poder da aristocracia, ou melhor, do PSDB.

A corrupção é quase que apenas um pretexto. Moro não percebe, em seu esquema fanático, que a sua justiça não é muito mais que intolerância moralista. E que por isso mesmo não tem como sobreviver, pois seus apoiadores do DEM e do PSDB não o tolerarão após a neutralização da ameaça que representa o PT.

Savanarola, após ter abalado o poder dos Médici em Florença, é atraído ardilosamente a Roma pelo papa Alexandre 6º, o Borgia, corrupto e libertino, que se beneficiara com o enfraquecimento da ameaçadora Florença.

Em Roma, Savanarola foi queimado. Cuidado Moro, o destino dos moralistas fanáticos é a fogueira. Só vai sobreviver enquanto Lula e o PT estiverem vivos e atuantes.
Ou seja, enquanto você e seus promotores forem úteis para a elite política brasileira, seja ela legitimamente aristocrática ou não.

FSP: 11/10/2016.

Imagem: Charge de Oliveira.

Facebooktwittergoogle_plus
Rogério Cerqueira Leite
Físico, professor emérito da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
Showing 103 comments
  • Rancisco Pereira da Silva
    Responder

    Quem e esse senhor rogerio com letra minuscula querendo se aparecer estar em destaque ou recebeu algum por fora para defender e colocar em cheque um trabalho em que eu me lembre numca feito no brasil acabar com a farra do boi na politica do brasil acabar com esse petralha o poderoso chefao a folha esta de brincadeira de colocar um sujeito desse carater compactuando com a roubalheira se esse jornal esta do lado dele e bom andar na linha pois estamos cansado dessa mafia no poder , entao sejam imparciais e nao coloquem gente com esse conceito defendendo a mafia ok…

    • EDNALDO SOARES DA SILVA
      Responder

      Cala a boca ignorante, que nem a língua portuguesa sabe usar. Rogério Cerqueira
      Leite é um dos maiores físicos do mundo. TU QUEM ÉS? EDNALDO SOARES DA SILVA – ADVOGADO.

      • Bruno Santos das Neves
        Responder

        sr. ednaldo silva, aqui o senhor faz vale a máxima (a qual eu não compartilho) de que advogados não passam de oportunistas. Desmerecer um Juiz Federal que combate corrupção deslavada e promíscua iniciada por um Esquerdista Caviar como lula é uma vergonha. Esse senhor rogério leite é digno de pena. Acusa um juiz de parcialidade quando na verdade ele é o mais parcial de todos. Incoerente e incompetente.
        Como comentei em sua outra coluna, aguardo os comentários acerca da prisão de Eduardo Cunha, expedida em 6 dias após recebimento da denúncia. Qual vai ser a desculpa? Ou Sérgio Moro prendeu eduardo cunha apenas para despistar?
        Bruno Santos das Neves – ECONOMISTA

        • Silvia
          Responder

          Concordo totalmente é impressionante como pessoas honradas e que estão fazendo um trabalho decente digno passam a ser questionadas por alguns indivíduos Vamos perder o tempo é as palavras para resolver os problemas e ajudar a lava jato e no mais ficar em silêncio é melhor quando o que se vai dizer nada soma para a sociedade brasileira e sim tenta jogar na lama grandes homens raros no país
          Fora com vcs e psiu repetindo
          Não ter nada de bom p falar façamos silêncio e observemos nosso Sérgio Moro trabalhar ou tentemos somar e ajudar

          • Cícero de Oliveira filho

            Sivia quem não tem nada a declarar é você, falou falou mas não fez uma análise política da situação, nesse caso ai a carapuça lhe serviu bem, se não se tem o que argumentar fiquemos quietos. A sua imaturidade política não lhe deixa perceber o conluio político da justiça brasileira, nas figuras de Moro, Levandovisk, Gilmar Mendes entre outros, com a política empresarial de capital especulativo e exploração da classe trabalhadora através da espoliação dos nossos direitos sociais implementado pela direita no poder.

          • paulo roberto dufrayer

            considero o juiz sérgio moro, um dos principais articuladores do golpe ! …….. sua perseguição política a lula e ao pt…. torna-se evidente os procedimentos jurídicos imputados ao ex-presidente, de modo a que seja condenado sem provas….ou por convicção….sob a orquestração patética da polícia federal e do mpf do paraná. sua parcialidade com os demais partidos denunciados……PSDB, PMDB, DEM, PP,…. etc…. todos , com um nº abrangente de políticos denunciados e não investigados pelo eminente juiz !… haja visto, sua foto , cheio de afagos, com o também denunciado SENADOR AÉCIO NEVES, ENVEGONHA O PRÓPRIO PODER JUDICIÁRIO

            acredito que o juiz sérgio moro, é um dos principais articuladores do golpe ! sua obstinação em perseguir o pt e lula já esta por demais insustentável para um povo que clama por justiça, mas que seja com provas…e não por convicção !……o comportamento midiático e patético da policia federal, e do mpf do paraná, junto com a TV GLOBO. desqualifica e desmoraliza a cada dia os procedimentos jurídicos da operação lava-jato……..já comprovada para todos, sua parcialidade em procedimento totalmente inaceitável, junto aos demais partidos…PSDB, PMDB, DEM, PP,….etc…, para um nº abrangente de políticos DENUNCIADOS e não INVESTIGADOS na referida operação. a foto do juiz moro, com afetivos afagos ao SENADOR AÉCIO NEVES, quando de uma premiação, envergonha e constrange o poder judiciário, ao sabermos que o mesmo senador já foi 9 vezes denunciado no referido evento….igual a um fato similar de nossa justiça brasileira, quando um ministro do STF,, presidente do TSE…….MINISTRO GILMAR MENDES, é convidado do presidente temer para participar de sua comitiva para portugal, num avião da forca aérea brasileira… no que não pode passar desapercebido por nós, que o citado ministro é um de seus julgadores no processo de cassação junto ao TSE,. também considero um ABSURDO !……….ainda quanto ao juiz moro, numa recente palestra nos EUA, perguntado por uma jornalista, o porque de não investigar e processar políticos corruptos do PSDB, ele declarou, cinicamente que as provas não tinham chegado até ele………… ENFIM, UM MINUTO DE REFLEXÃO…………QUE PAÍS É ESTE ! TEM NOME, É BRASIL !

        • Cícero de Oliveira Filho
          Responder

          Bruno, vc é o Ednaldo Soares não entenderam o X da questão, a postagem fala da parcialidade política da justiça brasileira representada, no caso em questão da lava-jato, pelo juiz Sérgio louro, pois o golpe parlamentar aplicado pela direita mostra claramente um conluio da justiça brasileira com a linha política adotada no país quando se manteve no campo neutro em relação aos argumentos orquestrados para justificar o impeachment da presidente Dilma e agora quando aceita acusações sem respaldo práticos e baseados em convicção subjetiva dw promotores.

      • Ariosvaldez R de Lima
        Responder

        Prezado colega, antes de ler este artigo, fiz questão de ler o curriculum do autor e, confesso, deu-me inveja: gostaria de possuir pelo menos metade da formação cultural do mesmo…
        Entretanto, por mais inteligente e bem formado que possa ser alguém, de fato, ninguém sabe tudo (a não ser Deus, a meu ver)!
        Depois eu li o artigo…
        Confesso que fiquei decepcionado com a análise feita pelo mestre que se apresenta!!
        Depois voltei atrás e, só podia entender que não passa o artigo de obra de quem não entende nada de direito…
        Acho que ele nem sabe o que dizer o princípio da inércia do judiciário…
        Por isso, prefiro ser tolerante com o mesmo!
        Ariosvaldez Rodrigues de Lima – um simples advogado!

      • Joaquim
        Responder

        Rogério Cerqueira Leite
        Físico, professor emérito da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

        Também membro do Conselho Editorial da Folha de São Paulo.

        Se isto não lhe serve de formação e conhecimento, vá plantar batatas.

    • Vinícius Antonio de Oliveira Dittrich
      Responder

      Por que você não se cala e deixa de deixar explícita a sua ignorância aliada à oligofrenia, meu senhor? Não passe tanta vergonha assim.

    • Luiz Magno de Almeida
      Responder

      Parabéns professor pela coragem de escrever um texto tão verdadeiro …Emocionado aqui pela sua coragem.

    • Hamilton Cipolla
      Responder

      O pior Cego é o que lê a Veja!

    • joao
      Responder

      Com a saída da dilmma ele perdeu a boquinha que tinha no governo. Por isto, todo esse rancor.

    • jorge
      Responder

      Ele recebia um salário do governo petista. Agora ficou sem ajuda financeira e ficou rancoroso com o Moro.

    • Ivan Souza
      Responder

      Este senhor, a meu ver, está do lado da verdade, contra a corrupção dentro da lei.
      Os Moros da vida (Mouros?) Estão em busca de culpados que não sejam eles próprios.

  • Francisco Pereira da Silva
    Responder

    Nao tem moderacao pra uma publicacao desse senhor..

    • Rogério Silva
      Responder

      Você é tão ACOVARDADO quanto a quadrilha de sabotadores GOLPISTAS FARSANTES, dessa Vaza Jato, comandada pelo juiz tucano da republiqueta de Curiba. Com um agravante, você deve ser daqueles bandidos que quando vai cometer um crime, coloca uma máscara na fuça, para não ser identificado.
      Mostra a cara, salafra!

    • José Ramiro
      Responder

      Rancisco ou Francisco? E quem és tu e quais as suas credenciais para questionar o pensamento do Professor Rogério?

      • Miro
        Responder

        Resumindo em poucas palavras: és um perfeito idiota.

  • manoel
    Responder

    parabens ao texto professor!todos sabem que o moro tem ligaçoes fortes com o PSDB!o pior cego é aquele que nao quer ver

  • Ricardo Prieto
    Responder

    Ao ler este artigo fico triste em constatar que existem imbecis ideológicos, defensores de bandidos desde que sejam da mesma ideologia, em qualquer profissão. Até na Física. Artigo sem conteúdo, apenas com ilações e xingamentos sem qualquer base de comprovação fática. Ao ver seu partidinho desnudado e pego assaltando os cofres públicos, no maior roubo da história da humanidade, o físico enxerga no Juiz o culpado por botar na cadeia seus heróis assaltantes. Lamentável !!! Bilhões foram devolvidos graças aos promotores e ao Juiz, réus confessaram e até membros do PT disseram que existe a necessidade de depurar o partido, na realidade uma verdadeira organização criminosa, já que recebe propina pelos canais oficiais. Eu não tenho bandido de estimação como o físico, acho que a cadeia é o lugar certo para todos eles.

    • Paulo
      Responder

      “Todos sabem”??? Em público ou no tribunal, é preciso fazer a mesma coisa: PROVAR!
      “Todos sabem” é simplesmente boato, fofoca, disse-me-disse. Conversa de desocupados.

      • Luis Alberto Lopes
        Responder

        Apenas um detalhe sobre a acusação; partidinho desnudado.
        Entre as ações dos governos PT estão a copa do mundo e as olímpiadas.
        Ontem foi apresentada uma operação contra Sergio Cabral, PMDB – RJ, por desvios de algo em torno de 400 milhões de reais. Agora lhe pergunto. Sr. Ricardo Prieto, o PT é culpado por possibilitar a execução de tantas obras, onde, inegavelmente, vários partidos, em maioria o PSDB e PP e PMDB, terem agido como porcos na lavagem?
        Sinceramente, é como culpar do pai, o uso indevido de uma herança, feita por um filho adulto e com plenas capacidades de decisão e responsabilidade.

      • Roberto Amaral
        Responder

        A verdade é que sobre a pessoa do cidadão Sérgio não podemos fazer qualquer tipo de consideração, no entanto quanto aos atos praticados pelo Magistrado Sérgio Moro existe uma série de procedimentos da “lava jato” também já foram alvo de questionamentos. Advogados reclamam de vazamentos seletivos, dizem que a Polícia Federal demorou a informar indícios de envolvimento de deputados federais, apontam disparidade de armas em relação ao MPF e avaliam até que Sergio Moro complementa o trabalho da força-tarefa, com perguntas parciais – segundo cálculos da defesa da empreiteira OAS, o juiz fez 2.297 questionamentos durante as audiências, enquanto os procuradores fizeram 953.

        Em seus despachos, Moro nega prejudicar a defesa. Membros do MPF, por sua vez, reforçam que a maioria dos atos do juiz foi mantida por tribunais superiores até agora. Em julho de 2015, levantamento da força-tarefa concluiu que advogados de defesa só haviam ganhado 3% dos recursos até então. No Superior Tribunal de Justiça, nenhum argumento passou.

        Lupa nos atos processuais
        O Supremo acabou intervindo para liberar investigados presos em caráter preventivo, mesmo antes que tribunais inferiores analisassem pedidos de Habeas Corpus em colegiado, como é praxe na corte. “É verdade que sobejam elementos indicativos de materialidade e autoria de crimes graves”, reconheceu o ministro Teori Zavascki ao analisar a prisão do ex-diretor da Petrobras Renato Duque, em fevereiro de 2015.

        “Porém, o magistrado de primeira instância restringiu-se a valorar a existência de indícios de que o investigado manteria expressiva quantidade de dinheiro no exterior e poderia, em razão disso, fugir do país, subtraindo-se à jurisdição criminal. Não houve, contudo, a indicação de atos concretos atribuídos ao paciente que demonstrem sua intenção de furtar-se à aplicação da lei penal”, afirmou Zavascki em voto seguido por unanimidade na 2ª Turma do STF.

        O entendimento abriu caminho para outras 14 solturas, em seis decisões posteriores. Em abril, o ministro Gilmar Mendes afirmou que “o clamor público não sustenta a prisão preventiva”, mesmo que a liberdade de acusados gere sensação de impunidade. No último dia 15 de janeiro, foi o ministro Ricardo Lewandowski, presidente do tribunal, quem constatou “constrangimento ilegal na manutenção da segregação cautelar” do publicitário Ricardo Hoffmann. O ministro considerou suficientes medidas cautelares como entrega do passaporte, recolhimento domiciliar e proibição de contato com outros réus.

        Maior repercussão teve a decisão do Supremo de fatiar a “lava jato”, considerando que outros juízos deveriam analisar “filhotes” do caso. “Nenhum órgão jurisdicional pode se arvorar de juízo universal de todo e qualquer crime relacionado a desvio de verbas para fins político-partidários, à revelia das regras de competência”, declarou o ministro Dias Toffoli.

        No TRF-4, foram derrubados decretos de prisão preventiva baseados em notícias de jornais. Em abril de 2015, Moro entendeu que a medida era necessária diante de relatos de encontros entre advogados de investigados com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. O juiz assinou a ordem de ofício, sem ser provocado, por entender que os veículos de imprensa têm “credibilidade”. Então muita calma nessa hora porque existem muitos atos praticados pelo douto magistrado que não se coadunam com o sistema legal. E ele é um magistrado e não Deus.

  • Abel S. Amaro
    Responder

    Rogério, erudição rasa para fustigar o magistrado Moro e a força tarefa da PF e do MPF que se organizaram para cumprirem seus misteres em relação à organização criminosa lesa-pátria, que se valeu a tua ideologia para roubar. Que papelão para um professor, num pasquim vendido a interesses trevosos !

    • Carlos Henrique Lelis Ferreira
      Responder

      Os milhões de dólares já devolvidos ou bloqueados não seria prova mais que suficiente do assalto ao erário? Quando aparece um juiz que sai da rotina de prender Pobre, Preto ou Puta e passa a ACEITAR PEDIDOS DE PRISÕES DE Políticos ainda tem militante do quilate de um professor de física do prof. Rogério.

  • MARCO BETTEGA
    Responder

    Respeito a sua idade e currículo mas, em relação às críticas ao Exmo.Juiz Sérgio Moro, o senhor é UM LIXO!

    Respeito seu direito a opinar mas, defender uma colérica linha ideológica satanizando o trabalho feito por vários membros da dita Operação Lava Jato, é de um MAL CARATISMO “COM” PRECEDENTES.

    O senhor é tão mal caráter quanto os homens e mulheres que assaltaram a nação . . . mas não conseguiram tomar para si.

    O senhor será esquecido, como as pessoas as quais apoia também o serão. Parece-me que o senhor NÃO ESTÁ FICANDO MAIS JOVEM e a ideologia a qual o senhor se ajoelha para tocar flauta de seus mentores, desaparecerá.

    O brasileiro REJEITA ESTES VAGABUNDOS QUE SE ESCONDEM NO RÓTULO DAS ESQUERDAS.

    Que esquerdas????

    Somente um bando de ladrões que em sua senilidade ideológica, o senhor defende, atacando uma figura ímpar que, não se engane, conta com o APOIO da ESMAGADORA POPULAÇÃO DESTE PAÍS.

    Ao contrário de um ilustre desconhecido como o senhor.

    Foi um desprazer conhecê-lo.

    • Francisca de Paiva
      Responder

      Nunca vi tanta ignorância, tanta inconsciência… fico me perguntando quando esse juiz militante do psdb for desmascarado totalmente, como se sentirão esses idiotas que não enxergam um palmo adiante do nariz e que ficam defendendo a imoralidade no que se tornou a “justiça” deste país.

  • MARCO BETTEGA
    Responder

    Apenas replicando O Antagonista:
    “O destino de Luís Inácio, meu caro senhor, é a CADEIA!

    • Luis Alberto Lopes
      Responder

      Senhor Marco Betega
      Entre as ações dos governos PT estão a copa do mundo e as olimpíadas, por exemplo.
      Ontem foi apresentada uma operação contra Sergio Cabral, PMDB – RJ, por desvios de algo em torno de 400 milhões de reais. Agora lhe pergunto. Sr. Ricardo Prieto, o PT é culpado por possibilitar a execução de tantas obras, onde, inegavelmente, vários partidos, em maioria o PSDB e PP e PMDB, terem agido como porcos na lavagem? E depois, a verdadeira base de todo este sistema, são as empreiteiras, que é de lá que saiu o os pagamentos, não poderiam estes empresários, terem sido altruístas como pretensamente se apresenta o juiz? Por que tinham que justamente, se comportarem como marido safado, viciado em sexo, que não resiste a uma bunda? Por que Marcelo Odebrecht está preso, e o pai dele não?
      Sinceramente, é como culpar do pai, o uso indevido de uma herança, feita por um filho adulto e com plenas capacidades de decisão e responsabilidade.

  • Vinícius Vivas Garcia
    Responder

    Triste análise. Paixão política maquiada por trás de um texto crítico, de quem talvez muito conheça de história, mas pouco conhece do Estado Democrático de Direito e da tripartição dos poderes. O Juiz Moro não depende de apoio político, tampouco de aprovação popular, ele foi investido em sua função e cumpre com honradez o que lhe foi designado. Suas decisões são fundamentadas e pautadas em denso material probatório, não sustentando qualquer suspeita de autoritarismo. Ao contrário de críticos colunistas, jornais, blogs ou qualquer tipo de mídia, as ações do Juiz Moro e de todos os demais competentes envolvidos não dependem de aplausos e audiência. A justiça apenas cumpre a sua função, e aos interessados ou incomodados, cumpram a ordem e a lei, para não serem os próximos a figurarem como Réus.

  • Martin Riordan
    Responder

    Que texto preconceituoso! Juiz Moro é um juiz federal. É inevitável que ele vai julgar denúncias de crimes, é para isso que pagamos ele. Não é ele que escolhe as denúncias apresentadas a ele. Ele seria infeliz sem corrupção? Sem corrupção, nem precisava de juizes!

    “o sentimento aristocrático”? “síndrome do escolhido”? Ele foi escolhido como juiz e por isso está encarregado de julgar. Será que todos os juizes do Brasil tem sindrome de escolhido? Ou não deveríamos ter juizes?

    “Moro não percebe, em seu esquema fanático, que a sua justiça não é muito mais que intolerância moralista.” Claro! Condenar quem roubou bilhões do povo brasileiro é “intolerância moralista”.

    Por favor, professor, que ainda é membro do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia, um pouco mais de raciocínio científico e um pouco menos de coitadinhismo, de ideologia.

  • José Augusto Gonçalves Teixeira
    Responder

    É uma pena não ter partido de uma pessoa com isenção ideológica e partidária.

  • Manoel Cortez
    Responder

    Texto pomposo e raso, replicação de defesas do petismo contra o suposto beneficiamento do PSDB. Ora, qualquer imbecil tem a capacidade de constatar que após treze anos de governo petista, seria surpreendente aparecerem alguns nomes do PSDB na Lava Jato, se não é atestado de honestidade, pelo menos é uma realidade nessa operação.

  • Sosigenes Rocha de Almeida
    Responder

    Concordo. É o que acontece com os cães de guerra. Encerrado o evento, os cães de guerra são sacrificados, por suas incapacidades em se adequar ao retorno à vida civil.

  • artur
    Responder

    continua com suas aulas de fisica, professor, so com elas.

  • Bruno Schettini
    Responder

    Ainda acrescento que o Moro sofre da demência que atingiu a população de classificar toda crítica como partidária do PT. Acham que só existem PT e PSDB. Precisam aprender que a corrupção é evento humano e não partidário.

  • Gisela
    Responder

    adorei!

  • vilton
    Responder

    Este fisico deve ser amigo do Lula,estar “mamando em alguma teta” por enquanto,agora que o leite deve estar secando começam a procurar outro lugar para mamar escrevendo bobagens,pois afundaram o país,talvez seja um marajá da Unicamp,com as benesses que recebe,a função dele é ensinar e descobrir algo novo e que nos faça bem. O Juiz Moro,esta acabando com a maior quadrilha do planeta terra,instalada no Brasil,pior do que fizeram com o Brasil na época da descoberta . O juiz Moro tem trabalho até a sua morte tamanha são as quadrilhas existentes,não precisa escrever nada somete suas sentenças já dizem tudo, e o fisico ? Fica escrevendo “bobagens” sem entende de politica e quadrilha ou sabe?

    Ensine com deve seus alunos na Unicamp que sera reconhecido precisamos de valores morais e eticos do cidadão Brasileiro.

    • Rita Andreataprates
      Responder

      A resposta é sempre a mesma a quem ousa pensar; que a pessoa vai perder a mamata.Mamata mesmo são as aposentadorias de FHC,Temer,etc. Quanto ao trabalho midiático e parcial do Moro,o total obtido com a recuperação dos ativos é muito,mas muito menor do que o prejuízo causado as indústrias nacionais e aos empregos do povo brasileiro . Fora Moro .E leve contigo os seus procuradoresda República e o Ministro Gilmar.

  • Eugênio Viola
    Responder

    Pobre do povo que precisa de super-heróis ou deuses, acima de toda crítica.

  • maria alves
    Responder

    Excelente artigo. Obrigada.

  • Geraldo de Jesus Válio
    Responder

    Você não passa de um PTralhao só isso!!!

  • Luiz Baqueiro
    Responder

    O professor só precisa atentar para um pequeno detalhe: as decisões originadas por Sérgio Moro foram submetidas, mediante recursos, ao Tribunal Regional Federal da 4a Região e, praticamente todas, por ele mantidas, respeitando-se o duplo grau de jurisdição!

  • Raquel
    Responder

    Excelente, professor!

  • Edemerson Aquino
    Responder

    Se incomodou o Justiceiro é porque falou verdades! Nada fere mais do que palavras!

  • Efigênia Oliveira
    Responder

    Parabéns, professor! Somente existe justiça se existe parcialidade, o contrário fere a cidadania de um país como o Brasil, carente de ética. O que se espera de um juiz de qualquer instância é tratamento igual para todos, indiscriminadamente. O mínimo que está sendo observado é que não se trata de combate à corrupção, mas perseguição a uma pessoa, a um grupo e ao próprio povo brasileiro, pois isso abre precedentes a qualquer um de nós. Misericórdia!

  • Paulo
    Responder

    Pelamordedeus, é coluna de Opinião.

    Isso quer dizer que é opinião do colunista – que, de fato, diz em seu currículo que faz parte do conselho editorial da Folha desde 1978.

    Isso também quer dizer que não é opinião de consenso do conselho editorial, senão sairia em Editorial.

    Como físico, como cientista, ele tem um currículo brilhante. Mas quando passa a falar em Política ou Judiciário ele tem a mesma qualificação que eu: a de cidadão!

    Com a diferença que, com 85 anos, ele não vai sofrer mais que alguns anos neste inferno que o governo agora expelido arranjou para o Brasil, ao passo que eu, com 50, ainda vou ter que ralar muito para ajudar a consertar o que fizeram.

    Então, gente,
    1) não é a Folha;
    2) a opinião dele não é qualificada neste assunto;
    3) ele não tem nada a perder – nós temos.

    Então, não deem valor à OPINIÃO deste senhor, que já passou da idade de “serenamente, sair da vida pública para ficar na história” e perdeu uma boa oportunidade de não manchar sua biografia.

    A propósito, o link para o artigo está na página dele: não está aberto na Folha, mostrando que o jornal não tem propriedade intelectual sobre o artigo (mesmo porque tem muito pouca coisa de intelectual).

  • Luciano Costa
    Responder

    Artigo corajoso. A luta contra a corrupção é legítima e deve ser apartidária. Um juiz que tem relações promíscuas com determinados setores da imprensa (como as Organizações Roberto Marinho) e aparece sorridente em eventos corporativos (como da Lide, patrocinado por Dória) torna-se, no mínimo, suspeito de ser partidário.
    Importante que se diga: o mundo não é binário, mas complexo. Criticar o PSDB ou desconfiar de que um juiz esteja sendo parcial não significa apoio ao PT.

  • Maria Lourdes
    Responder

    Adorei seu texto professor Rogério Cerqueira Leite, leio o que você escreve desde 1980, época da CPFL > O Juiz Sérgio Moro não deve ficar sózinho em uma sacada , terraço de prédio é perigoso querer sair voando com tanto poder que sente ter e está tendo realmente.

  • PAULO FABIANO PAZOTTO
    Responder

    Um lixo. Feliz por não mais assinar esse periódicozinho.

  • ANDRE SERRAO COSER
    Responder

    Vamos deixar o PT roubar!! O PSDB ja roubou demais!! Nós estaVAmos roubando mais, entretanto distribuimos mais bolsas famílias!! Nao prendam os nossos bandidos, se não prenderem os do PSDB!!

    SE VCS FOSSEM HONESTOS IRIAM PRA RUA PRA MANDAR PRENDER TODOS (Qualquer partido) OS CORRUPTOS!!!

  • Deborah K.
    Responder

    Dissonância Cognitiva.

  • Izabel de Mattos
    Responder

    Professor Rogério, parabéns pela sua coragem em se colocar como porta-voz de tantos brasileiros soterrados pela prepotência de um juiz, que até poderia se tornar um herói, não fosse tamanha a sua parcialidade. Um juiz que numa partida escolheu um lado, fazendo vista grossa para este, enquanto seu apito persegue implacável até o último jogador do outro time. E neste jogo injusto e desleal perderemos todos. Obrigada

  • André Luis Almeida
    Responder

    “Os CANALHAS também envelhecem”, já dizia o Grande Rui Barbosa. Esse senhor é um lunático seguidor da ideologia PTralha, vai ver seu ídolo maior aqui no Brasil ir para a cadeia. Imbecil, falar de homens que querem limpar o Brasil, devia lavar a boca com hidróxido de sódio (NaOH). Hasta la vista.

  • Rafael
    Responder

    Parte da classe docente universitária está viciada em dinheiro fácil do PT que durante 13 anos sustentou muitas “pesquisas” de fachada para uma classe paga para trabalhar 40 horas por semana mas que vai à universidade duas ou três dias por semana apenas, e só das 10 às 15 horas. Precisamos renovar essa parte do funcionalismo público podre, improdutivo e parasita do erário público. O cidadão não paga o salário desses senhores para ficarem caluniando nossas instituições e para ficarem à toa em casa.

  • José Napoleão Tvares de Oliveira
    Responder

    Parodiando Gilberto Freire sobe críticas infundadas que recebia de certo intelectual, repito: “a sífilis no Brasil ainda é um grande problema”.

  • Jocelenilton Gomes
    Responder

    Há muito que não veja tanta lucidez e independência de pensamento, é mais conveniente sentar-se no meio da turba e simplesmente aplaudir o que a mainstream tem a dizer ou que que os “Grandes Irmãos” querem que ouçamos. Não se percebe que não se está defendendo partidos ou pessoas, mas sim o que há de mais importante: um estado laico e democrata (democracia de verdade, não para inglês ver).
    Parabéns professor pela ousadia de ser verdadeiro, o que está em falta hoje em dia.

  • Maria kopcak
    Responder

    Tem gente que consegue decifrar os códigos da escrita e não entende o que le. É uma questão de falta de leitura, interpretação,,analise. O professor Rogério fez uma analogia com outros arautos da moral esperando que esses moralistas de hoje, percebam que nada mais são do que personagem útil para levar o golpe até o fim e a partir do momento que cumprirem seu papel, ou seja, tirar a esquerda do poder, serao descartados no ostracismo. Acabando assim com sua missao espúria.

  • Victal Byrnes
    Responder

    Seria interessante que os nobre leitores comentaristas, acessassem o link http://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/4038/decadencia-site-da-folha-retira-do-ar-resposta-de-moro-a-articulista-petista-saiba-o-que-disse-o-juiz e lessem a resposta não divulgada do Juiz Sérgio Moro a esse articulista ou, mais precisamente, ao jornal que lhe deu cobertura para tanto.

  • ISMAEL
    Responder

    Sr. Rogério, seu comentário e sua titulação de nada vale em relação aos fatos comprovados nos autoa doa processos que tramitam na Justiça Federal do Paraná e de outras. Quando uma pessoa é indiciada na Lava Jato é porque a procuradoria já constituiu provas materiais há mais de ano. Ninguém está sendo condenado a m provas. Mostre uma condenação do Moro que foi reformada pelo TRFou STF, por falta de provas.

  • Cleo
    Responder

    Show!

  • Antonio
    Responder

    Excelente texto!

    Compactuo do raciocínio!

  • Antonio
    Responder

    Interessante! Como existem pessoas que não aceitam críticas aos seus pseudodeuses!!!!

    Acho até compreensível diante das decepções que as vicissitudes da vida nos impõem, mas totalitário e antidemocrático.

  • Paulo Viola
    Responder

    Parabéns pelo texto. O deslumbramento deixa as pessoas cegas e acham que podem fazer as “coisas” à sua maneira.
    Para mim 2 músicas resumem o que está acontecendo e o que virá depois:
    1. – que Narciso acha feio o não seja espelho..,
    2. A segunda música é do grande Chico Buarque e não votei na sua candidata.
    E concordo com o Professor, com o que vão fazer com o Juiz Moro depois da lava jato.
    … joga pedra na Geni, ….

    Mais uma vez parabéns Professor Rogério.
    E por um mundo mais tolerante.

  • Eduardo
    Responder

    O problema central é o fato de Moro ser célere em julgar um lado e lento em julgar o lado oposto.
    Faz isso com justificativas técnicas que são de difícil contestação. No fundo porém, mesmo negando que não é essa a motivação, as ações parecem (e como parecem!) ser políticas.
    É claro que essa sensação de parcialidade, que parece ocorrer com maior dimensão no MPF da força tatefa de Curitiba, está levando a operação ao descrédito.
    O texto do Prof. Cerqueira Leite tem o condão de colocar o dedo na ferida…incomodado, o juiz acusou o golpe.
    Torçamos para que ele coloque a operação nos eixos!

  • Gilvani de Fatima Pereira Rodrigues
    Responder

    Parabéns pelo texto. Excelente. E incomodou tanto ao juiz, que ele sentiu-se no direito de escrever à Folha, “sugerindo” o que a folha deve ou não publicar. Haja ego. Pobre país que precisa de heróis.

  • andre
    Responder

    A unicamp é um antro esquerdopata

    Como todo indivíduo e entidade que defende a a esquerda, viraram motivo de chacota.

    Aoss fatos não cabe mais discussão, pois uma verdade notória é que só se convence a quem quer ser convencido.

    Cabe agora a essa corja pseudointelectual, como o autor do artigo, voltar para a academia e recomçar o marxismo cultural nas escolas e universidades tal qual fizeram nos anos 70 e 80 para que houvesse a ascenção do PT.

    Eu acredito que seja bom para a democracia se repaginar, trazendo novos valores, lideres, e agendas. Agora pelo amor de Deus – PUTA QUE PARIU!!! Sejam menos hipócritas dessa vez. Se forem colocar como plataforma a luta contra a corrupção e defesa do trabalhador, que realmente o façam!

  • marcio
    Responder

    Só discordo de uma coisa: esta postura parcial e aristocrática NÃO É inconsciente, é sim absolutamente deliberada!
    desta ingenuidade partilham as ex-querdas (já falidas) que esperam do nosso vão republicanismo alguma resposta espontânea. .. e ela não virá gratuitamente, sem sacudir a história.

  • Haroldo
    Responder

    Já está na hora desse juizeco ser descartado para o lixão da Historia, excelente texto desse professor

  • Isaias dos Santos
    Responder

    Parabéns professor Rogerio! Fico feliz em ler manifestações de pessoas inteligentes com cérebro privilegiado que conseguem perceber o processo golpista e as contribuições do Juiz Moro para a consolidação do mesmo. Uma reflexão sobre o processo de tomada do estado brasileiro por um grupo de inconformados, maus perdedores, conspiradores, corruptos, usurpadores, acharcadores e traidores. Estamos vivendo um dos maiores retrocessos da história que contou com o apoio da mídia golpista que faz um excelente trabalho de mediotização da população despolitização.

  • Elias
    Responder

    Sempre existirão os que preferem a ilusão à realidade

  • Almir
    Responder

    Belos comentários, mas lembrem-se que as pessoas que se quer que Moro investigue, tem foro privilegiado, portanto ao ler a matéria, saiba discernir o que de fato presta nela, o conteúdo é petista, seja, você, imparcial e faça seu julgamento.

  • Eugênio Viola
    Responder

    “Nossas vidas começam a terminar no dia em que permanecemos em silêncio sobre as coisas que importam” (Martin Luther King)
    Liberdade de expressão e críticas são sempre saudáveis na democracia. Ou não?

  • Rodrigo Souza Gomes
    Responder

    A reação pequena e medíocre do juiz de primeira instância é um atestado da grandeza do Professor Doutor Rogério Cerqueira Leite. O artigo nem foi crítico do mencionado, até elogioso em certo ponto. Apenas afirmou que os mesmos que tecem loas a sua atuação serão os primeiros a se voltarem contra ele. O mesmo que em seu plano de combate afirmou da importância do uso da imprensa é o mesmo que agora quer escolher quem pode e quem não pode se expressar por ela. Ou seja, a imprensa é apenas um instrumento de linchamento de quem ele quer condenar. Não é preciso mais dizer, porque já é evidente que Moro não tem nenhum apreço pelo estado de direito, pela democracia e pela cidadania.

  • Katia Fernanda da Silva
    Responder

    Texto perfeito.

  • Gladson Rosas Hauradou
    Responder

    Parabéns pelo texto, professor!!! A reação não poderia ser outra.

  • Alberto
    Responder

    Parabéns! É o que muita gente pensa. Aliás, quem pensa, pensa assim. Agora, quem quer ver seu ódio prevalecer, antiPT etc., acha que esse juiz narcisista e parcial tem razão. Abaixo a ditadura de toga e esse Supremo acovardado.

  • Luiz negreiros
    Responder

    Com todo respeito ao autor e aos demais comentaristas aqui , vejo imparcialidades reclamando de imparcialidade do Juiz Moro, entendo que se a lei é cega, as instituições funcionam e o direito de defesa é amplo, não há pq ficarmos aqui fazendo juízo de valores de nada nem de ninguém, mesmo pq nenhum dos comentaristas aqui teve acesso ao processo p/fazer qq juízo a respeito. O que difere o Moro dos outros ? na verdade é que ele não foi viciado no jeitinhos dos compadres, amigos ou amigos dos amigos, como acontece muito em todas as instâncias, essa diferença é que deixou os culpados e sua turma loucos e sem saída, o que é de fato uma vitória para o povo e o país. O exemplo apresentado pelo nobre autor, foi em uma época em que qq médium, mágico ou outro dom mais forte era condenado à fogueira como bruxos .

  • Elizete Vital Soroldani
    Responder

    Parabéns Professor! Que de senil, não tem nada, o que tem é inveja de seu raro conhecimento construído com muito estudo, experiência, leitura, pesquisa e reflexão! Não há tanta necessidade de esbanjar a norma culta, elitizada para somente se sobrepor ao senhor, aliás, na maioria das vezes é utilizada para se auto ascender sobre os demais, para CAUSAR…!
    É difícil para muitos enxergar e aceitar, com um mínimo de respeito àquele que o faz com propriedade, discernimento e veracidade, que falta a muitos, pois não se importam com o prioritário, porque se assustam em perder seu status quo! Muita saúde para continuar seu trabalho por muitos e muitos anos! É muito bom desejar vida…

  • Homero Arneiro
    Responder

    inédito! nova atração do PÂNICO NO BRASIL ! lançamento mundial, um personagem exótico desde Curitiba: O JUIZ VESGO! [só enxerga a esquerda] atração exclusiva do JN e GLOBO

  • Ronaldo de Souza
    Responder

    Hipócritas que não vê a situação do PAÍS, esse Sr. Rogério talvez com sua opinião não enxergue o que o povo esta passando por causa desses corruptos que estão sendo investigados, o Sr. Sergio moro, esta fazendo o trabalho sujo que eles praticaram deixando 12 milhões de desempregados sem educação,saúde,remédios, atendimentos dignos nos hospitais, segurança, muitos morrendo por investimentos, porque todo dinheiros desviados para eles próprios, VERGONHA NACIONAL!!!!!!

  • Kyldare Lopes
    Responder

    Parabéns, vejo não como crítica e sim um alerta a V. Exas.

  • FLAVIO MEDEIRO
    Responder

    Rudeia rudeia rudeia e no fim é o mesmo mimimi de sempre, maldito PSDB que não deixa em paz nosso sacrosanto mestre nine fingers, onde já se viu este sujeitinho enquadrar nosso querido presidente…porque será que é tão difícil aceitar que o ninefingers cometeu crimes, logo deve ser preso…ponto, matemática pura, não existe espaço para dúvidas, não entendo…agora ficam querendo uma compensação, tipo, poxa porque não prendem ninguém do lado de lá? Ué, porque simplesmente ainda não é o momento, talvez este momento não chegue, mas investigados todos são, policiados todos são…não é porque este partido fracassado e derrubado tem toda uma corja de vagabundos pendurado em seus ombros que todos são assim, partido político 100% honesto de fato é difícil de se encontrar aqui no BR mas que 100% do PT está sujo de graxa, pra não falar outra coisa, disso ninguém tem dúvida, que se prenda então, que se condene, que definhem na cadeia…que morram por lá…e quem for contra que vá pro inferno tbem porque pra mim é tranqueira igual.

  • Rolando
    Responder

    Sei qual é problema dessa gente que quer o Lula preso, uma parte tem seus motivos mesquinhos, são obviamente parasitas que se beneficiam da miséria histórica imposta as massas ignorantes, a outra parte são inacreditavelmente estúpidos, a ponto de não perceber o obvio, como é possível que apenas Lula e petistas sejam alvo da “justiça”? Nenhum deles desconfia que te algo de estranho nisso? Ainda tem a coragem de vir aqui confirmar toda sua imbecilidade? Querem enganar a quem? Só o povo estupidamente ignorante para engolir toda essa história fétida!

  • Cristina Capistrano
    Responder

    E muito comum que os “pequeninos” que sobem na vida atraves de cargos no poder de Estado nutram um enorme ressentimento contra os “de baixo” que lutam e se projetam como lideres de sua classe.
    O Prof. R. C. Leite foi muito feliz quando nos lembrou Maquiavel, que continua sendo grande quando se trata das relações de poder politico versus posicionamentos individuais.
    A resposta do juiz deixa claro que se sentiu desvendado!

  • Carla
    Responder

    Moro é marionete dos States, acabou com a indústria naval do país num bem arquitetado plano de afundar a Petrobrás para vender o Pré -Sal!

  • Roberta Carrilho
    Responder

    Parabéns pela coragem de ir contra esta onda crescente e histérica de endeusamento do Juiz Sérgio Moro. O Sr. Moro não está imune às críticas não. Ninguém detém este privilégio! Ele é humano e imperfeito como todos nós e como imperfeito tem demonstrado diuturnamente seus erros crassos com seu comportamento parcial, partidário e justiceiro nestas etapas sem fim da OPERAÇÃO LAVA JATO. É admirável e merece nosso reconhecimento sua coragem em fazer valer a justiça para todos indistintamente seja rico, pobre, poderoso ou humilde, porém ele peca ao distinguir os acusados ou suspeitos por partidos políticos. Está aí seu grande erro como magistrado. Com esse comportamento lesa profundamente a confiabilidade dos cidadãos brasileiros no Poder Judiciário, pois as leis não são obedecidas ou ditas como deveriam ser. Elas são manipuladas ao seu bel prazer ou por ideologismos. Moro antes um herói, hoje um moro torto. Ele está ultrapassando todos os limites razoáveis do livre convencimento de um magistrado em coluio com os procuradores federais da Lava Jato. Deveriam todos eles serem isentos e imparciais. Mas não são!!!!! Pior, não são independentes (Judiciário – MPF -PF) está tudo misturado e confuso. Estamos estarrecidos com a seletividade de tratamento entre os filiados da legenda do PT e os filiados de outras como do PSDB, PMDB, PPS, DEM, etc. É nojento esta distinção seletiva e privilégiada entre um e outro. Aquela apresentação em power point foi o ápice do pré-julgamento e da confusão entre as funções das três instituições. Tudo regado ao bom show midiático televisionado em rede nacional é demais para qualquer pessoa com mais ou menos esclarecimento que o MPF não julga e condena e sim apresenta PROVAS CABAIS E CONCRETAS e não FORTES SUSPEITAS… sem mais comentários neste triste episódio da história recente do MPF. Vergonha alheia. Enfim, estou feliz em ter oportunidade em ler um artigo tão bem escrito e honesto em tempos trevosos que vivemos, um verdadeiro estado de exceção branco, sem tanques, mas com justiceiros nos poderes nos impedindo de exercer livremente nossa cidadania e nossos direitos básicos e fundamentais, até mesmo de o direito de livre manifestação do pensamento entre outros. Por exemplo, se você tem afinidades ideológicas com o sistema político do bem-estar social (esquerda) você é taxado, julgado, condenado, insultado, agredido, estigmatizado de ladrão, cúmplice, corrupto, fora da caixa desta sociedade hipócrita que não permite você exercer sua individualidade sem estar dentro do padrão-caixa imposto como sendo o melhor e o certo ser (antipetista). Concluo, agradecendo novamente a oportunidade em ler algo coerente vindo de um professor com tão alto reconhecimento intelectual. Roberta Carrilho – Advogada

    • milton schelb filho
      Responder

      ROBERTA CARRILHO, DRA. COMPARTILHO COM A SENHORA. JÁ FUI. SOU DA TURMA DE 1959-ESTOU ESPERANDO VAGA NO MUSEU. A POUCO ACONSELHEI UM LIVRO E O FAÇO TAMBÉM PARA A SENHORA: “O CASO LULA – A LUTA PELA AFIRMAÇÃO DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS NO BRASIL” . É UMA COLETANEA DE AUTORIA DE 22 GRANDES JURISTAS BRASILEIRO. SÃO TRABALHOS TÉCNICOS QUE AGRADARÃO A QUALQUER OPERADOR DO DIREITO. ESTOU TERMINANDO A MINHA LEITURA. SEM DÚVIDA A SENHORA GOSTARÁ.

  • Marcelo Maia
    Responder

    Obrigado professor! Esperava ansioso por uma pessoa com idoneidade, caráter e peso, para questionar o juiz sem controle, o juiz que prefere ser estrela a seguir a lei, o juiz que cria um estado de exceção para se permitir quebrar a própria lei, a gravar ilegalmente a presidência da republica e todos os advogados do escritório representando o ex presidente Lula. Um juiz que pensa poder operar a margem da ética e da dignidade dos que persegue.
    Tua carta foi um divisor de águas, existia um Moro antes da carta, agora exposto existe um outro. Um no qual a redoma impenetrável a criticas e a própria lei, foi rachada e o vazamento sera inevitável. Como a pergunta de Welsh “O senhor não tem senso de decência ?” derrubou a ditadura de McCarthy, o fabricante de listas negras nos USA, tua carta marca a derrubada de Moro e seu reinado de terror no Brasil. Com tua carta, o senhor assegura tua posição no lado dos heróis e a dele no lado dos queimados pela historia..

  • Nilson de Cássio Borges
    Responder

    Parabéns ao magnânimo professor Rogério Cerqueira Leite, do alto de sua isenção. Isenção auferida, porque não, de sua trajetória, ora explicitada: “Graduado em Engenharia Eletrônica e Computação, pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e doutorado em Física de Sólidos pela Universidade de Paris (Sorbonne). Trabalhou como pesquisador nos Laboratórios da Bell/EUA (1962-1970). Lecionou no I.T.A., na UNICAMP e na Universidade de Paris (Professeur d´echange). Foi agraciado com a Comenda da Ordem Nacional do Mérito da França e com a Cátedra da Universidade de Montreal, Canadá. Foi diretor dos Institutos de Física e Artes e Coordenador Geral das Faculdades da UNICAMP. É Professor Emérito dessa mesma Universidade, da qual foi Professor Titular de 1970 a 1987. É Pesquisador Emérito do CNPq. Recipiente da Ordem Nacional do Mérito Científico na Classe de Grã-Cruz. Publicou 80 trabalhos em revistas especializadas, foi editor da Solid State Communications, editada em Oxford (Inglaterra), de 1974 a 1988, e “referee” de cerca de 20 revistas internacionais. Obteve cerca de 3.000 citações em revistas científicas de impacto. Foi Presidente e criador da CODETEC, da CIATEC, e de outras empresas que atuam em setores intensivos em tecnologia. Foi Vice-Presidente Executivo da Companhia Paulista de Força e Luz (1982 a 1986). É membro do Conselho Editorial da Folha de São Paulo desde 1978 e escreveu além de textos técnicos, vários livros sobre assuntos polêmicos tais como a atuação das multinacionais, o programa nuclear, o nacionalismo, o ensino superior, a transferência de tecnologia. Publicou também livros sobre Física dos Sólidos, sobre Música, sobre riquezas naturais (Quartzo, Nióbio, Álcool, etc.) e, mais recentemente, sobre Energia. É membro da Comissão de Energia da União Internacional de Física Pura e Aplicada e Presidente de Honra do Centro Nacional de Pesquisas em Energia e Materiais que inclui o Laboratório Nacional de Luz Sincrotron, de Biotecnologia, de Nanotecnologia e do Bio-Etanol.” Aos incautos.

  • Denise
    Responder

    Eu enxergo que existe corrupção. A crise que existe no Brasil demonstra a falta de gerenciar e criar estratégias para um país melhor.
    A corrupção está deixando um Brasil em crise e com isso afeta a todos.
    Quando existe uma corrupção tem que ter justiça. Moro está fazebdo o papel dele. A notícia mostra que a corrupção está em quase todos os partidos. Moro está jugando dentro da lei. Não vejo favoretismo e sim justiça. A corrupção tem que ser banida. Tem que ter uma punição que seja exemplo para o futuro as pessoas não serem corruptas.

  • Alberto
    Responder

    Bem, esse catedrático senhor, sabe que está sendo tendencioso, e faz isso com propósito, propósito de sua paixão, todos somos apaixonados e quando nos apaixonamos ficamos tolos. Todos ficam tolos, até os mais catedraticos.

  • Eron
    Responder

    Quando na história da humanidade a Lei ou qualquer juiz conseguiu por fim a corrupção? A corrupção não é algo que se encontra fora do homem, como uma entidade autônoma. No limite, por fim a corrupção ou ao pecado, sem levar em consideração o que realmente está em questão, pode significar o fim da própria humanidade. Uma “justiça” que autoriza pensar a verdade como fim último a ser perseguido entre homens os transforma, de uma só vez, em suspeitos e hereges, pois não aceita a diferença.

  • Odair Jose Luciano
    Responder

    Em parte é muito bom o trabalho do Moro. Tenho 70 anos, engenheiro e durante minha vida assisti coisas de arrepiar que ficaram no esquecimento. Parte quem conhece a tendência politica do mesmo fica apreensivo pois no partido PSDB onde o referido juiz define sua posição politica esta caindo aos pedaços como o tal PT. A sociedade precisa entrar no embalo e cobrar sem trégua esta ações contra esta corrupção endêmica. Não deixar o mesmo ficar partidarista e forçar ação contra todos os corruptos. Infelizmente estou vendo ações bem tendenciosas que é uma pena pois fortalece os marginais com argumentos de perseguição partidária e protecionismo do PSDB. Minha proposta aproveitar o embalo e cobrar tudo de todos.

  • milton schelb filho
    Responder

    A MANIFESTAÇÃO DAS PESSOAS É SEMPRE RELEVANTE NO APRIMORAR DOS PENSAMENTOS. MAS A MAIORIA DO QUE SE VÊ POR AQUI É SIMPLES OPINIÕES PESSOAIS NÃO CALCADAS EM QUALQUER FUNDAMENTO MAIS SÉRIO. VAI AQUI UMA SUGESTÃO: “O CASO LULA – A LUTA PELA AFIRMAÇÃO DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS NO BRASIL” – COMPREM O LIVRO E, MAIS QUE ISTO, LEIAM O QUE ESCREVERAM 22 DOS MAIORES JURISTAS BRASILEIROS. QUEM NÃO TIVER FORMAÇÃO JURÍDICA PEÇA QUE ALGUÉM INTERPRETE PARA QUE AJA ENTENDIMENTO.

  • Paulo Carvalho
    Responder

    puxa como é bom ler algo sensato … faz bem, nem que seja so pra dar foça pra aturar a midia !

  • Ednei Leal
    Responder

    Só uma correção, se me permite, professor. Não há necessária oposição entre Idade Média e Renascimento. Ao menos não neste contexto. Isso porque Renascimento diz respeito a movimentos artísticos e intelectuais que se deu no início da Idade Moderna.

  • Volnei B. de Carvalho
    Responder

    Perfeito! Perfeito este debate democrático em elevadíssimo nível cultural e intelectual de todos os comentaristas, sem exceção. Parabéns ao Blog do próprio Prof. Cerqueira, que detonou o debate com seu artigo, seu pensamento. Este debate é o modelo a ser ampliado sobre questões nacionais e que culmine com uma solução da crise social instalada concretamente. Os comentários não se distanciam a ponto de se tornarem antagônicos, opostos, pelo contrário, têm muitos pontos em comum. Um juiz ouviu o acusador e no final do depoimento declarou: tens razão. E ouviu o acusado e no final do depoimento declarou: tens razão. O escrivão saltou da cadeira e exclamou: Mas ambos tem razão! E juiz respondeu ao escrivão: tens razão. Enfim, se o final for por um Pacto Nacional que semeiem discussões democráticas como esta por toda a sociedade. Quando uma força politicamente expressiva atingir uma massa considerável e … e está massa atingir a velocidade… a velocidade da luz ao quadrado… então…. então o Brasil descobrirá na luz. Parabéns a todos.

  • Paulo C. A. Raboni
    Responder

    A Polícia Federal agiu como cabo eleitoral de luxo quando, nas vésperas das eleições municipais fez vazamentos seletivos de delações e, com a ajuda da grande imprensa, mostrou políticos e empresários sendo levados coercitivamente, alguns sem provas, apresentados em horário nobre no JN. Dias depois, muitos dos depoimentos foram desmentidos, mas o estrago já estava feito. Agora aguentem os prefeitos que elegeram, entre eles o Dória (o cinzento). A justiça agiu de forma parcial e colocou nas prefeituras candidatos do psdb e coligações por ele apoiadas. O neoliberalismo está com todo vapor, destruindo o que fhc não conseguiu, agora nos ambitos municipais, estaduais e federal. Cerqueira Leite está certo, e o país está sendo destruido (economia, instituições, credibilidade, soberania). Há os que discordam. Ganham com a venda do país ou estão cegos. Mas a história desfaz a névoa e tudo fica claro.

  • Alberto
    Responder

    Dois síndromes do escolhido se digladiando Lula e Moro, um não vive sem o outro! Na história da humanidade sempre surgem juntos.
    Eu vivo em outra região da existência, vivo em uma região longe desses escolhidos, temo que esse movimento desvairado contamine minha área. Mas muitas famílias conseguiram viver no meio da 2a guerra mundial sem muitos estragos, acho que também consigo ficar longe dessa bobagens.

Comentar