Em Análises e Reflexões, Destaques

Por Nilson Lage

Um ator de segunda linha muito popular, eleito presidente dos Estados Unidos em manobra da plutocracia destinada a barrar a reeleição do liberal Jimmy Carter, em 1980, e uma metodista inglesa, carola e conservadora desde criancinha, transformaram o neoliberalismo na fonte de desastres que desorganizam a economia e agitam as sociedades há mais de três décadas.

A doutrina é mais antiga. Em 1938, dois exilados austríacos em Paris, Ludwig no Mises e Friedrich Hayek, investigando o que havia em comum entre os discursos que marcavam o conflito ideológico do pré-guerra – o nazismo, o comunismo e o liberalismo keynesiano de Roosevelt -, entenderam que, em todos os casos, era a presença do estado a culpa dos males sociais. Por essa via, retornaram, então, numa leitura radical, ao pensamento místico de Adam Smith que, no Século XVIII, atribuía ao mercado o poder mágico de regular a economia.
O neoliberalismo implanta uma espécie de anarquia no mundo dos negócios na convicção de que ele, sozinho, não só se regula como promove a riqueza da sociedade – não necessariamente dos cidadãos, decerto. É uma ideologia que se articula bem com a globalização no que substitui o poder dos estados pela ordem institucional das corporações em nível mundial.

Não se deve confundir o neoliberalismo, doutrina econômica, com a ideia comum de liberalismo, associada a liberdades públicas e democracia. Pelo contrário, Hayek, admirador do general Pinochet, ditador do Chile, aponta claramente a “ditadura liberal” como preferível à governança democrática para a implantação das reformas que propõe.

Elas vão além da economia: incluem mudanças radicais no sistema de educação que se traduzem, atualmente, no projeto da “escola sem partidos”, gerida por organização não estatais. E aconselham o aproveitamento das situações de crise para a implantação rápida de medidas impopulares.

Oportuno, não acham?

Nota: Ensejou essas considerações críticas do prof. Nilson Lage o artigo publicado no The Guardian (15/04/2016): Neoliberalism – the ideology at the root of all our problems [ http://bit.ly/1WsKPhU].

Nilson Lage. Jornalista e professor universitário (UFRJ e UFSC). Doutor em Linguística pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.


Imagem: Imagem: PA Archive/Press Association Images

Facebooktwittergoogle_plus