Em Açoite, Destaques

Serra, o herói das Multinacionais de Medicamentos Serra diz em sua propaganda eleitoral que foi ele quem “inventou” o medicamento genérico. Mentira. Numa ação articulada e preparatória propagamos a ideia, em uma série de artigos publicados na “Folha de São Paulo” ao que se seguiu a promulgação da legislação pelo então ministro da Saúde Jamil Haddad, do governo de Itamar Franco. Infelizmente o bloqueio imposto pelo cartel das multinacionais derrotou o programa do governo Itamar. O que o Serra fez foi negociar com esse oligopólio o “consentimento” para retomar o programa em troca da extinção da nascente indústria brasileira de química fina (que era fundamentalmente de fármacos). Mil e tantas estações de produção foram extintas, além de 300 novos projetos. Os dados são da própria administração Fernando Henrique. Não foi a toa que as multinacionais do setor de medicamentos deram o título de homem do ano a José Serra, como eu já disse outras vezes.

 

Créditos de imagem: ocachete.org

Facebooktwittergoogle_plus