Em Açoite, Destaques

logo spv

Uma Policial no exercício do seu dever parou o carro de um juiz. O carro estava sem placa, o juiz não tinha os papeis do carro. Aparentemente embriagado identificou-se como Juiz. Ela mostrou sua “insubordinação” declarando: “O senhor é Juiz, mas não é Deus”. Outro juiz a condenou por desacato à autoridade. Afinal, se não é Deus, juízes são pelo menos semideuses. Esses dois juízes deveriam ser condenados, senão por abuso de poder, pelo menos por apoucamento intelectual, por medievalismo.


Créditos de imagem: esmaelmorais.com.br

Facebooktwittergoogle_plus